6 de out de 2010

Lula e Dilma na campanha de Agnelo

A eleição para Governador no Distrito Federal foi para o segundo turno. Mesmo Weslian Roriz, mulher do ex-governador Joaquim Roriz, tendo sua candidatura aprovada 24 horas antes das eleições, a Srª Roriz conseguiu manter as intenções de voto.

Tal qual a campanha nacional, o PT saiu previamente vitorioso na campanha para o GDF, apesar do segundo turno. Agnelo ficou com 48,41% dos votos, o que representa 676.304 votos da população do Distrito Federal.

Ele quer aumentar ainda mais a margem de votos em relação a sua adversária. Já está negociando com o PSOL, do candidato Toninho, e com o Partido Verde, de Eduardo Brandão.

Além disso, a presença de aliados, incluindo Lula e Dilma, vai reforçar a campanha de Agnelo, além de melhorar a candidatura de Dilma na região. A candidata do PT perdeu em 19 das 21 zonas eleitorais do Distrito Federal. E Marina Silva foi a campeã de votos na região.

Agnelo continuará falando de saúde em sua campanha - ele é médico - e associará com o programa "Minha Casa, Minha Vida", um contraponto à política de doação de lotes de Roriz, acusado de grilagem de terras.

Assim como acontece a nível nacional, o PT-DF busca aliança com o PSOL e o PV. Em comum, o repúdio ao governador Roriz e sua gestão, marcada por escândalos de corrupção, desvio de dinheiro público, entre outros.

Para a candidatura local, é interessante a criação de um comitê ANTI-BOATO e reforçar, a nível local, os feitos de Lula em âmbito nacional.

Eduardo Pessoa

Nenhum comentário:

Postar um comentário