15 de out de 2010

PSOL: nulo ou Dilma

Hoje, dia 15/10, o Partido Socialismo e Liberdade (PSOL) oficializou sua posição diante do segundo turno das eleições. O resultado foi uma grande divergência entre a presidência, seu candidato Plínio de Arruda Sampaio e os deputados estaduais e federais eleitos no primeiro turno.

Enquanto Plínio confirma que vai anular seu voto, o presidente do partido, Afrânio Boffre dá aos militantes do partido duas opções: anular o voto ou "votar criticamente" em Dilma Rousseff.

Os deputados estaduais e federais eleitos, por sua vez, optaram pelo voto crítico a Dilma Rousseff.

Embora as divergências dentro do PSOL, todos eles são unânimes em não transferir nenhum voto para José Serra. Em manifesto escrito hoje, Plínio diz que serra representa a burguesia moderna, aliada ao capital internacional, e que reprime os movimentos sociais.

Saiu no portal Terra.

Eduardo Pessoa

Nenhum comentário:

Postar um comentário