25 de nov de 2010

IBGE: desemprego menor desde 2002

A carteira é azul, mas o governo que gerou empregos é de outra cor.
O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgou hoje (25/11) os números sobre o desemprego no mês de Outubro [clique aqui para ler].

Desde março de 2002, quando o IBGE inicou a Pesquisa Mensal de Emprego, o desemprego não atingia taxas tão baixas.

São mais de 10,3 milhões de pessoas com carteira assinada e os salários girando em torno de R$ 1.515,00. O índice de desemprego de 6,2% (Setembro) para 6,1%.

Isso mostra o bom desempenho da economia brasileira nos últimos oito anos.

Agora a velha mídia fala em austeridade fiscal (a economia voltar ao tempo do FHC);

Agora a velha mídia fala em contenção de gastos (corte dos programas sociais, corte no aumento do salário mínimo e aumento para servidores públicos);

Agora a velha mídia fala em autonomia absoluta do Banco Central (manter a taxa de juros em níveis exorbitantes e aumentar se for preciso);

Agora a velha mídia pede da Dilma responsabilidade fiscal. FHC criou a Lei de Responsabilidade Fiscal e foi o maior irresponsável pelas finanças do país.

[Clique aqui para ver as capas da revista Veja no governo FHC] 

Com FHC, o Brasil gerou somente 5 milhões de empregos com carteira assinada e o país quebrou três vezes. Batíamos mensalmente na porta do FMI.

[Clique aqui para ver o infográfico do @ilustrebob comparando Lula x FHC]

Com Dilma, o governo terá zelo com a LRF (coisa que FHC não teve), mas continuará fazendo os investimentos necessários. Ela não vai "apertar os cintos" e o governo Lula não "afrouxou" como escrevem os jornais.

Dilma fará um governo para os mais necessitados, exatamente como Lula, e ampliará os investimentos do PAC, Bolsa Família, Minha Casa, Minha Vida e Luz Para Todos.

O Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA) prevê que a miséria será erradicada do Brasil em cinco anos. Dilma quer diminuir para dois anos;

No programa Minha Casa, Minha Vida, as pessoas estão realizando o sonho da casa própria. Ainda no governo Lula, Dilma implementou uma novidade: as casas e apartamento já vêm mobiliadas.

Dilma irá ainda ampliar os investimentos do programa Bolsa Família, que tirou mais de 20 milhões de pessoas da miséria.

O sonho da velha mídia era transformar o Brasil numa Irlanda, mas não deu. A Irlanda quebrou e pede ajuda aos bancos internacionais;

[Clique aqui para ler o que jornalistas e economistas diziam da Irlanda antes da crise]

O Brasil cresce a taxas chinesas. Os shoppings centers e aeroportos estão lotados.

Que horrror!, diz a burguesia;

Que horror!, dizem os jornalistas da velha mídia;

A mídia quer transformar o Brasil no Brasil de 2002, quando Lula assumiu o poder e colocou Palocci no Ministério da Fazenda. Um país com arrocho fiscal, contenção de gastos e mantendo a inflação "sob controle".

Investimentos na área social e econômica zero. Resumindo: a velha mídia joga no time do "quanto pior, melhor!"

Contudo, o crescimento da economia revela um fato curioso, em andamento desde 2002: Bye Bye tucanos e velha mídia forever!

Silêncio da velha mídia.

Eduardo Pessoa


Gavetas:

Nenhum comentário:

Postar um comentário